24 de janeiro de 2014

Resenha: Sob o sol da Toscana (livro)


   
    Eu ainda não descobri de onde vem tanto fascínio dentro de mim pela Itália. São vários fatores que podem ter contribuído para isso e que agora não vem ao caso. Mas por causa disso, e porque vou à Itália algum dia (to preparando o bolso primeiro, hehe), decidi comprar livros que falem desse país tão encantador. No total foram quatro livros e o primeiro que li foi "Sob o sol da Toscana".
     Decidi comprar esse livro pois já tinha assistido o filme, que por sinal é muito bom. Mas antes que você leia toda a resenha, tenha em mente: Leia o livro antes de assistir o filme. Mas porque?? simples. Tem muita diferença de um para o outro!
    O livro de Frances Mayes é uma narrativa em primeira pessoa onde ela conta suas descobertas pela Toscana, na Itália. Ela é americana procedente de São Francisco, e já tinha passado alguns verões em casas de aluguéis na Itália e sempre foi apaixonada por casas. Até que decide comprar uma casa de férias na área rural de Cortona junto de seu marido Ed.
    Depois de muitas burocracias, compraram uma casa chamada "Bramasole", que significa: algo que anseia pelo sol, o qual, coincidência ou não, Frances de fato ansiava. Não era uma casa nova, prontinha para morar, mas sim uma casa abandonada que precisava de muitos, e muitos reparos, não somente na casa em si, mas também no jardim e toda a área da residência. 
    Frances conta sobre a reforma na casa e também como é a vida na Itália, passando por estradas e cidades da Toscana e até mesmo da Úmbria, como Perugia. Em meio a túmulos e relíquias dos etruscos, igrejas e santos, restaurantes e comida típica, e as descrições das paisagens toscanas, a americana faz qualquer leitor se inspirar a fazer um passeio pela Itália, e principalmente na Toscana. Além disso, durante toda a leitura você vai aprender algumas palavras em italiano.
      O livro conta também com várias receitas italianas de dar água na boca. 
     Eu demorei alguns meses para terminar o livro e penso que isso foi consequência da grande expectativa que criei por causa do filme, o que me fez decepcionar um pouco. Por isso repito: Leia o livro antes!
     A leitura é bem detalhista e é preciso prestar bastante atenção para não se perder, pois não existem datas e as histórias são contadas aleatoriamente. Às vezes me sentia perdida sem saber se o que ela estava contando aconteceu antes ou depois de tal acontecimento. Será que foi só eu que senti isso?
    Em contrapartida, a história é inspiradora e acrescentou muito em meu conhecimento sobre a Itália, culinária, plantação e etc.
      Dou 4 estrelas para esse livro! 
      E você? já leu ou viu o filme?
      De olho no google, achei a foto da verdadeira casa de Bramasole....linda, não?



     O próximo livro a ser lido também se passa na Itália e se chama "Mil dias em Veneza". Também é uma história real mas desta vez com uma pitada de romance. Estou doida para ler e depois contar pra vocês! Aguardem...
Reações:

5 comentários:

  1. Já li o livro Aconteceu em Veneza e Mil dias em Veneza é para se apaixonar pela Itália.

    ResponderExcluir
  2. Mentira que ela é casada e que não tem nenhum Raoul Bova nessa história? Passada em Cristo! rs

    Não sei, a impressão que me ficou da Frances é de uma americana mimada que não tinha onde gastar dinheiro e comprou uma casa na Toscana, mas vive dividida entre dois países... #prontofalei

    Ela não mergulhou na vida italiana como a Marlena fez (até porque a Marlena largou completamente a vida dela nos EUA). Se você ler Bella Toscana, dá muito a impressão de que quando ela está na Itália, quer estar nos EUA e vice versa.

    Não sei se foi implicância minha... já li comentários de que Sob o Sol da Toscana é mil vezes melhor que o Bella Toscana, mas ainda fico com o pé atrás! rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é...acho que todo mundo começa a ler o livro achando que é igual ao filme, mas quando começa a ler se decepciona por causa disso, como foi o meu caso. Eu fiquei super confusa e pensava "uai, no filme não tem nenhum Ed no começo", mas se você reparar, no final do filme ela conhece um Ed. Acabaram colocando ele no filme, mas não da forma como é no livro. Muito esquisito. Quiseram romantizar o filme pra ficar mais comercial.
      Ahh, é bem isso mesmo. Ela fica pra lá e pra cá, e a Itália parece mesmo um capricho dela. Eu ainda não li Bella Toscana, porque sempre me pareceu muito igual ao "Sob o sol da Toscana", então não tive muito interesse. Ainda mais porque a leitura é difícil...Frances é poetisa e esse livro foi o primeiro em prosa que ela fez, se não me engano.
      E é bem isso que você falou mesmo...Marlena mergulhou na cultura italiana, coisa que a Frances ainda não se permitiu fazer. É só uma americana na Itália pra querer fazer bonitinho, hahaha. #prontofaleitambém

      Excluir
    2. Olha... pelo que vc falou, pode ser que Bella Toscana seja a mesma coisa (ou muito parecido) com Sob o Sol da Toscana...
      Terei que criar MUITA coragem pra ler... ela deveria ter continuado com poesias! rs

      Excluir
  3. meninas nao sei se o livro é bom, mas o filme é maravilhosoooo!!!

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário! ;)