3 de fevereiro de 2016

O carnaval na Itália


Foto: Natália Pessini
          O carnaval é uma festa originária de países em sua maioria católicos. A palavra carnaval é derivada do latim "carnem levare" (eliminar a carne), pois indicava o banquete que se tinha no último dia de carnaval (em italiano: martedì grasso) e tem a ver com a Páscoa, pois é um dia antes de iniciar o período de abstinência e jejum, que é a quaresma. Assim como no Brasil, o carnaval na Itália também é celebrado.
Foto: "Carnevale di Venezia" via Tumblr.
             Os maiores carnavais da Itália são o de Veneza, de Viareggio, Acireale (na Sicília) e Ivrea. As festas se iniciam na quinta-feira e vão até a terça-feira. Mas se engana quem pensa que é parecido com o carnaval brasileiro. Na Itália as festas carnavalescas são mais contidas, a começar pelo clima frio (é inverno na Itália), mas mesmo assim existem as fantasias, músicas, máscaras, e até carros alegóricos (p.e emViareggio). Confesso que passei o carnaval na Itália e não vi nenhuma comemoração, acredita? eu só via os confetes (coriandoli) depois pelas praças. Fui chegar em Veneza um dia depois do carnaval, e todo mundo me pergunta porque eu não passei o carnaval lá, mas foi simplesmente por questão de roteiro e por não ser viável.
Uma foto publicada por Natália Pessini (@natalia_pessini) em
             Veneza respira carnaval. Por onde você passa encontra máscaras para comprar do jeito que você quiser e para todos os gostos e bolsos.
Foto: Natália Pessini
               O carnaval na Itália tem mais ênfase na apresentação teatral de fantasias, na tradição gastronômica de doces típicos, e nos próprios ritos de cada cidade. Em Veneza por exemplo, tem espetáculos e até um concurso da máscara mais bonita. Em Viareggio tem desfile de carros alegóricos e apresentações artísticas e talvez seja o carnaval italiano mais próximo do que vemos no Rio de Janeiro e São Paulo, mas mesmo assim é muito diferente.
Carnaval de Viareggio. Foto de Raffaele Carnevale.
                     O carnaval em Ivrea é bem fora do comum. Tem origem a partir de um episódio de libertação da tirania na Idade Média, onde um barão que estava trazendo fome para toda a cidade, através de taxas abusivas, foi expulso graças à rebelião da filha do "mugnanio" (pessoa que mói cereais), chamada Violetta, que se recusou a aceitar o jus primae noctis (instituição que permitia ao senhor feudal de desvirginar uma noiva na noite de núpcias).  Violetta fingiu que aceitaria o acordo, e levou com ela um punhal. Quando o matou, todo o povo se revoltou contra a tirania e destruiu o castelo. A partir de então, o carnaval na cidade se renova a cada ano como uma grande festa cívica comemorando a própria capacidade de autodeterminação. Para representar essa revolta da população contra a tirania, acontece a batalha das laranjas (Battaglia delle arance). Isso mesmo, todo ano se repete uma guerra de laranjas que enche de cor e de perfume toda a cidade. Na batalha, o povo é representado pelas pessoas que estão na rua, e nos carros (tracionados por cavalos), ficam as pessoas que representam os tiranos. Tanto um quanto o outro grupo atiram as laranjas. No final todos levam "laranjadas",exceto quem usa um chapéu ou lenço vermelho para demonstrar que não quer ser atingido por uma laranja (fica a dica para quem for visitar Ivrea no carnaval).
                   
A batalha das laranjas. Foto: Go Euro.

Depois da batalha. Foto Sebastiano Rossi.
                        E você, já conhecia o carnaval italiano?

Fontes: Carnevale di Ivrea 
             Carnevale Maschere

Leia também:

Conheça o Palio de Siena


    
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário! ;)